Você deve ter a curiosidade de como é o funcionamento de uma caixa d’água, correto?

Então, uma das funções desse tipo de reservatório é armazenar água, caso falte o abastecimento e dependendo da altura de sua instalação, ela pode fornecer água a uma alta pressão. Isso porque a caixa d’água tem um dispositivo que funciona de três maneiras: por gravidade, como uma bomba ou como boia.

É interessante saber ainda que, além de servir para o consumo humano, a caixa d’água é utilizada para fins agrícolas. Existem vários tamanhos e modelos, que são escolhidas de acordo com as necessidades dos proprietários.

Nós preparamos um texto para você conhecer tudo sobre o assunto.

Quais os modelos de caixa d’água?

Existem quatro tipos de modelos disponíveis no mercado brasileiro, que são as de polietileno, fibra de vidro, aço inox e fibrocimento com amianto. Esta última, não pode ser vendida em alguns estados do país e quase não é mais utilizada.

Veja as especificidades de cada uma.

  • Polietileno:

As caixas de polietileno possuem vida útil de aproximadamente 30 anos, são leves e fáceis de manusear, sendo as mais comuns do mercado. Com o avanço tecnológico, elas estão sendo fabricadas à base de polímeros ecológicos, diminuindo a nocividade ao meio ambiente. Seu preço gira em torno de R$400-R$600 para uma caixa de 1,5 mil litros.

  • Fibra de vidro:

As caixas de fibra de vidro são feitas de resina e fibra de vidro, têm uma vida útil ainda maior que as de polietileno e são leves e de fácil manuseio, porém mais frágeis. É um material que não agride a natureza e possui uma vida útil maior. Uma caixa de 1,5 mil litros custa entre R$800-R$1000.

  • Aço inox:

As caixas de aço inox são as mais resistentes, higiênicas e de maior vida útil. Devido seu material, são mais pesadas, o que pode dificultar o manuseio e instalação em alguns casos. Além disso, essa caixa precisa ficar completamente fora dos raios solares, uma vez que ela pode esquentar muito a água. Uma caixa de 1,5 mil litros custa entre R$1500-R$2000.

Qual o tamanho ideal de uma caixa d’água?

Para saber qual o tamanho apropriado ao comprar esse tipo de reservatório é importante fazer um cálculo simples.

Tenha em mente que cada pessoa consome cerca de 150l/dia em casas e 200l/dia em apartamentos. Além disso, indica-se ter reserva para dois dias. O cálculo para saber qual o tamanho ideal seria: número de pessoas x 150 ou 200 (litros/pessoa.) x 2 (dias).  Por exemplo, se 3 pessoas em um imóvel, precisamos no mínimo de uma caixa com 1.200 litros, seguindo esse racional (3 moradores x 200 litros x 2 dias).

Como fazer a limpeza da caixa d’água?

Fazer a limpeza correta da caixa d’água é importante para manter a higiene do local, para não afetar a nossa saúde e combater o mosquito da dengue, uma vez que os ovos são resistentes e sobrevivem até um ano em locais sem água. Eles se fixam nas paredes da caixa, a espera de água limpa. Por isso, é indicado lavar o recipiente duas vezes ao ano.

Veja como pode ser feita a limpeza nesse passo a passo que preparamos.

1º passo: Feche o registro de entrada da água;

2º passo: Prenda a boia, amarrando-a com um cabo na posição fechada;

3º passo: Esvazie a caixa d’água, mas não totalmente, para ajudar na limpeza;

4º passo: Coloque panos nos canos de saída para impedir a sujeira da limpeza entre neles e os entupam;

5º passo: Se a caixa for de fibra, utilize esponjas para esfregar as paredes e o fundo da caixa. Se for de concreto, pode ser utilizada uma vassoura de piaçava, recolhendo depois a sujeira deixada por ela;

6º passo: Retire a água suja com ajuda de balde, recipientes menores e panos;

7º passo: Em seguida, abra a boia e deixe encher a caixa até aproximadamente 50 cm. Depois, feche novamente;

8º passo: Misture um litro de água sanitária para cada mil litros de água. Não utilize essa água misturada. Deixe apenas por cerca de duas horas;

9º passo: Retire os panos dos canos de saída e deixa a caixa esvaziar completamente. Depois, solte a boia e deixe encher parcialmente. Você pode passar a água limpa nas paredes da caixa d’água. Em seguida, esvazie novamente por completo a caixa;

10º passo: Agora sim, com a caixa bem limpinha, abra o registro de passagem e deixe a caixa encher normalmente.

Dicas:

Não é recomendado utilizar outros tipos de produtos para fazer essa limpeza. Antes de usar a água, indica-se deixar escorrer por uns 10 minutos, a fim de evitar o gosto de água sanitária. Coloque a tampa no reservatório para não entrar sujeira e animais.

Após problemas que envolvem limpeza (pequenos entupimentos devido areia, calcários, lodo e algas) o defeito mais comum é a caixa d’água vazar por receber mais água do que comporta. Esse problema é decorrente de um problema com a boia (a peça responsável por parar o abastecimento de água quando o reservatório estiver cheio).

Problemas em caixas d’água: dicas para resolver

Vazamento:

A caixa d’água pode apresentar problemas de vazamento por receber mais água do que comporta. Isso é decorrente de um defeito na boia (a peça responsável por parar o abastecimento de água quando o reservatório estiver cheio). Assim que o problema for notado, o proprietário poderá trocar a peça ou solicitar o serviço pelo aplicativo da Fix.

Pressão:

Alguns problemas decorrentes da pressão são, por exemplo, a água que sai fraca da torneira ou vaso sanitário que demora a encher. Assim como, chuveiros elétricos que não são acionados e máquinas de lavar que não funcionam por falta de pressão.

Esse problema pode ser algo simples, envolvendo limpeza do cano ou algo mais sério, que precise de investimento e ajuda profissional.

Vejas algumas indicações antes de investir dinheiro com um pressurizador:

  • Confira as torneiras e passagens de água. Quando necessário, desenrosque os encaixes e veja se há lodo ou areia entupindo-os e impedindo a passagem da água. Torneiras e mangueiras da caixa acoplada possuem arejadores/telas (pequenas peças que impedem a passagem de detritos) e elas podem estar sujas e entupidas. Se isso ocorrer, mergulhe-as em uma mistura 1:1 (um litro para um litro) de água e vinagre. Deixa por três horas. Você pode limpar a cabeça do chuveiro usando essa mesma técnica;
  • Caso não funcione, desmonte a torneira, tire o chuveiro do encaixe, desconecte a máquina de lavar, conferindo se há algo atrapalhando o fluxo da água. É preciso cuidado dessa etapa, pois se manipular a chave de boca de modo errado, você pode espanar ou quebrar um encaixe dentro da conexão;
  • Na hora de devolver as peças ao lugar, use uma fita veda rosca nova e tenha certeza de deixar tudo devidamente bem apertado, mas sem exceder na força;

E se o problema persistir?

  • Se o problema persistir, procure por vazamentos. Esse é o motivo mais comum que gera queda de pressão. Procure por pontos úmidos nos encaixes, pelo piso e paredes. Procure filetes de água dentro do vaso ou no registro;
  • Por último, confira se tudo está funcionando bem com seu registro/medidor de água. Talvez seja preciso fazer a troca. Na maioria das cidades, isso deve ser feito pela empresa responsável pela distribuição de água;
  • O teste mais simples a ser feito é desligar toda a água da casa, fechando todos os pontos de água e conferindo o medidor. Se mesmo assim ele continuar girando, há água sendo usada, e possivelmente um vazamento. Anote e leitura, aguarde algumas horas e observe novamente. Se o valor estiver diferente, você tem um vazamento em algum lugar;
  • Se após todos esses testes terem sido feitos o problema de pressão não for resolvido, você pode precisar: trocar encanamentos velhos, verificar a instalação da rede central (o encaixe entre sua rede e a rede principal sob o solo), verificar se a caixa d’água precisa ser movida para um local mais alto ou avaliar a necessidade de uma bomba pressurizadora. Adquirir uma bomba elétrica como essa pode ser um investimento que nesse caso vale a pena;
  • Este equipamento hidráulico composto por uma eletrobomba pode ser coloca em redes residenciais e comerciais – e seu papel é aumentar a pressão da água, garantindo conforto aos usuários. Caso precise comprar uma bomba como essa, procure um vendedor capacitado, escolha as mais silenciosas e econômicas do mercado. As caixas costumam ficam acima da casa, se forem barulhentas lhe trarão problemas de conforto no futuro. Do mesmo modo, se ela for muito mais potente que a sua necessidade, sua conta elétrica será aumentada de forma nada agradável.

 

Uma dica de ouro:

Quando for escolher a caixa d’água, verifique se todos os pontos de água da sua casa têm pressão baixa. Dependendo da sua necessidade, você saberá informar melhor o vendedor para que ele lhe venda uma que atenda sua necessidade.

Se esse texto te ajudou, compartilhe com amigos e com a família. Não esqueça de interagir com a gente nas nossas redes sociais também! Caso você precisa de uma ajuda profissional, nossa equipe está à disposição.

Chame a Fix!

O aplicativo de serviços que conecta você aos melhores prestadores para consertos, reparos, instalações e manutenções na sua casa.

Baixe o nosso app

Gostou do texto? Então deixe seu comentário e interaja com os nossos perfis nas redes sociais.