Uma pesquisa realizada pelo DataZap+ trouxe diversos insights sobre a jornada de locação do consumidor. Confira alguns destaques e oportunidades de desenvolvimento para seu negócio.

 

Com o avanço da transformação digital no mundo, a jornada de locação dos consumidores é algo que vem se tornando cada vez mais complexo e exigente. Com a facilitação de acesso a informações no mundo on-line, os consumidores hoje já chegam para visitar um imóvel, algumas vezes, sabendo mais informações que os próprios corretores. Inclusive, fizemos um artigo sobre o impacto da transformação digital para os corretores de imóveis, que vale a pena a leitura.

Contudo, entender sobre a jornada de locação dos consumidores não é uma tarefa somente para os corretores. É preciso que as imobiliárias em especial – e também os proprietários de imóveis – entendam sobre como funciona essa jornada a fim de oferecer sempre a melhor experiência para seus clientes e prospecções, bem como saber onde atuar para gerar melhorias.

Em um mercado tão competitivo como o imobiliário, é fundamental conhecer bem esta jornada para se adaptar às novas necessidades e se manter atualizado.

 

Você pode se interessar: Como o marketing digital pode alavancar sua imobiliária?

 

Onde os clientes buscam por imóveis? Quanto tempo dura esse processo? O que mais buscam em um imóvel? Quais as principais preferências durante essa busca? Quais diferenciais que ela busca em um imóvel? Saber responder a perguntas como estas poderá trazer uma vantagem competitiva considerável e até mesmo mudar o rumo dos seus negócios.

As informações e dados abaixo foram baseados na pesquisa “A jornada de locação do consumidor no mercado imobiliário brasileiro” do DataZap+, o braço de inteligência imobiliária do ZAP+. Divulgada em agosto deste ano, os dados desta pesquisa vão trazer à luz algumas das principais dores e preocupações dos clientes hoje em dia para que você saiba onde poderá investir seus esforços. Confira!

 

Leia também: 13 dicas para motivar sua equipe de corretores imobiliários

 

 

As etapas da jornada de locação do consumidor

As etapas da jornada de locação do consumidor foram divididas em 5 pontos: 

  • Descoberta
  • Busca ativa
  • Negociação
  • Transação
  • Chaves

Abaixo, vamos mostrar em porcentagem o peso de cada uma das etapas.

A pesquisa mostra que 14% da jornada representa a descoberta, onde potenciais clientes estão avaliando possibilidades financeiras e definindo se o imóvel será novo ou usado. 

Já na busca ativa, 46% define os bairros de interesse, as características do imóvel que busca, faz o contato com corretores e, finalmente, visitam os imóveis.

Durante a negociação, 9% averigua o valor da locação e as formas de garantia do imóvel escolhido.

Apenas 4% representa o processo de transação, onde acontece a organização dos documentos, fechamento de negócio e assinatura de contrato. 

Por fim, 26% dos entrevistados representam a entrega das chaves, os processos de reformas e a mudança para o imóvel de fato.

Como podemos observar, grande volume de potenciais clientes ficaram focados na busca ativa (46%), onde se observa as características do imóvel, bem como suas condições de uso. 

Em segundo lugar, está a entrega das chaves (26%), onde há os processos de reformas. No tópico abaixo, vamos falar sobre a importância dos cuidados com a propriedade, trazendo insights e ideias (baseadas em dados), tanto para imobiliárias quanto para proprietários.

“Estrutura do imóvel e localização foram apontados como as principais motivações de locação. O recorte por renda mostrou que 55% do público que ganha acima de 10 salários mínimos indicou a estrutura como motivação relevante.” 

 

Destaques, pontos de atenção e oportunidades por etapa:

Inicial: descoberta e busca ativa

%

definiu as características do imóvel

%

realizou visita presencial no imóvel

Intermediária: negociação e transação

%

negociou o valor do imóvel

%

realizou vistoria presencial do imóvel

%

negociou melhorias no imóvel

Final: entrega das chaves

%

contratou profissionais para executar reforma ou ajustes nos imóveis

%

recebeu contato dos corretores ou imobiliária para averiguar a satisfação com o serviço prestado

%

recebeu recomendação dos corretores sobre lugares no bairro

Muitos desses dados revelam o quanto é necessário cuidar da estrutura do imóvel, bem como a importância de valorizá-lo (ainda que não haja necessidade de manutenção ou reformas por danos) para ter poder de negociação no valor final. Sem contar o foco na experiência do cliente, onde apenas 12% dos clientes receberam indicações dos corretores sobre lugares no bairro. Confira abaixo algumas conclusões e ideias com base nos dados da pesquisa.

Conclusões e ideias práticas sobre a jornada de locação do consumidor

A pesquisa revelou que a estrutura adequada do imóvel é a principal característica que os inquilinos levam em consideração para alugar um novo imóvel. Aqui, logo de início, já se identifica uma oportunidade de melhoria para sua imobiliária: aprimorar a qualidade da sua carteira de imóveis para acelerar as locações ao manter o imóvel em bom estado.

Para isso, você não precisa ir atrás de dezenas de orçamentos e usar boa parte do seu tempo para buscar bons profissionais para executar o trabalho. Hoje em dia, com plataformas como a Fix, tanto imobiliárias quanto proprietários ou mesmo inquilinos podem resolver tudo isso com apenas alguns toques em seus smartphones. Se tiver dúvidas como funciona este processo, visite nosso site, conheça nosso aplicativo e agende uma conversa com um de nossos consultores!

 

 

A pesquisa também revelou que 26% dos novos inquilinos contratam prestadores de serviços para reformas ou reparos no imóvel. Pensando nisso, por que não rentabilizar de início essa nova locação? Você pode oferecer esse benefício aos seus novos clientes, proporcionando uma ótima experiência desde o começo.

E falando sobre manutenções e reformas, um dado muito relevante para imobiliárias (e até mesmo proprietários) é que 62% dos consumidores que estão buscando um novo imóvel não se importam se é um imóvel novo ou usado, desde que não precise de reformas ou reparos. Além disso, 76% dos consumidores que estão buscando um imóvel para alugar querem um local recém reformado ou que não precise de nenhuma reforma.

Logo, pode-se entender que trabalhar nesse quesito antes de colocar o imóvel para venda ou locação poderá aumentar suas chances de conversão, bem como de rentabilizar a propriedade cobrando um valor justo para um imóvel reformado e em ótimas condições.

Para reforçar, a pesquisa também mostra que 57% dos inquilinos e potenciais inquilinos acham difícil encontrar um imóvel com as características desejadas, e uma dessas características com certeza é o bom estado de conservação e manutenção do imóvel.

 

 

E o papel da Fix nessa jornada de locação do consumidor?

Nos últimos tempos, a Fix tem se dedicado intensamente para auxiliar os mais diversos profissionais do mercado imobiliário a entenderem mais sobre a transformação digital e como isso tem afetado o setor. Isso implica em entender mais sobre a jornada do consumidor e como as imobiliárias podem melhorar seus resultados por meio de estratégias inovadoras, tais como Growth Hacking e as diversas frentes do Marketing Digital, com foco total em seus clientes e suas dores.

 

Já desenvolvemos diversos conteúdos para auxiliar os profissionais do mercado imobiliário, incluindo a FixLive (confira nossa playlist na íntegra), que é um debate com grandes empresas e executivos do setor para falar sobre estratégias e tendências. Se você estiver com alguma dúvida sobre como podemos te auxiliar a melhorar os resultados da sua imobiliária, não hesite em contatar um de nossos especialistas gratuitamente! Basta clicar no banner abaixo e agendar um bate papo.