Você já ouviu falar em marketing de lançamento imobiliário? É algo fundamental para empresas que pretendem ter sucesso no mercado da construção civil. Se o marketing não fosse importante, por que empresas dos mais variados setores investem milhões de reais todos os anos nessa área?

Em suma, é preciso saber como investir, para não desperdiçar recursos em uma etapa tão importante. Construtoras fazem parte de um segmento que consiste em construir apartamentos ou casas e vender. Quanto mais rápido conseguem fazer isso, mais lucram e unidades encalhadas não são nada positivas.

Basicamente existem 6 grandes etapas que envolvem o marketing de lançamento imobiliário. O mais interessante é que o próprio lançamento não é a primeira delas e nem o último. De fato, cada uma delas deve ser pensada com carinho, para que os resultados sejam os desejados pela empresa responsável.

Como calcular o investimento para o marketing de lançamento imobiliário?

Antes de começar a elaborar a estratégia de marketing de uma empresa, é fundamental definir quais serão os valores disponibilizados para estas ações. É preciso que a construtora encontre um ponto de equilíbrio entre os ganhos com propagandas e os investimentos feitos.

Para que a saúde financeira da empresa não seja prejudicada, é interessante disponibilizar entre 2% e 4% do Volume Geral de Vendas (VGV) para o marketing. Contudo, quanto mais atrativo for um imóvel, menos esforços de marketing serão necessários para vendê-los.

Durante o período de um lançamento imobiliário, é necessário somar gastos com:

  • Compra do terreno;
  • Investimento para avaliar a viabilidade do projeto;
  • Campanha de marketing para o lançamento.

Ao somar os valores recebidos com a venda de imóveis e descontar por estes gastos, é importante que a margem de lucros esteja acima de 7%. Desse modo, os valores investidos em marketing não irão comprometer as atividades.

Principais etapas de um lançamento imobiliário

Marketing de lançamento imobiliario Como ser bem sucedido

Antes de um apartamento receber seus moradores existem várias etapas. Elas são conduzidas pela construtora ou incorporadora, responsável pela obra desde o seu planejamento. Isso começa muito antes das paredes serem erguidas, é algo que vem desde uma pesquisa de mercado para identificar os interesses por um novo empreendimento.

O marketing de lançamento imobiliário é algo cada vez mais importante, afinal o mercado da construção civil é extremamente concorrido. Dependendo da cidade onde você mora, mesmo que seja pequena, existem várias empresas que atuam neste setor. A cada ano milhões de novas moradias são erguidas no Brasil.

E para vender um imóvel é preciso trabalhar uma ideia, não adianta apenas entregar o melhor acabamento do mercado. As pessoas estão de olho em apartamentos e casas que entreguem mais do que elas precisam para viver. Sendo assim, entenda agora as 6 principais etapas do marketing de lançamento imobiliário:

1.     Concepção

É considerado a primeira etapa da um lançamento imobiliário, realizado em um momento que o empreendimento ainda não existe. Acontece antes mesmo da compra de um terreno, com o objetivo de identificar quais são as necessidades do público-alvo. Desse modo, a realização de pesquisas de mercado é algo fundamental.

Quando os estudos são conduzidos de maneira assertiva, fica mais fácil para encontrar o lugar perfeito para construir. Em seguida, é o momento de iniciar a elaboração do projeto em si, sendo que a campanha de divulgação deve ser feita junto a uma agência de marketing.

O sucesso da operação depende desta etapa, se começar mal feito, dificilmente irá dar certo. Mas, se todos os cuidados forem tomadas, a chance de conquistar o gosto do público-alvo se torna bem maior. Existem empresas que levam anos na concepção do projeto até o lançamento imobiliário.

2.     Teaser

Essa fase serve para chamar a atenção do público para um lançamento que será realizado no futuro. Não são dadas muitas informações sobre o que será entregue, mas ajuda a gerar curiosidade em relação ao lançamento. É importante para evitar que alguém interessado em imóvel faça uma compra pouco antes do lançamento acontecer.

O marketing digital pode ser bastante eficaz neste momento, uma estratégia que costuma ser aplicada é o desenvolvimento de landing pages. Esta é uma página de apresentação do que virá por aí. Serve para a realização de um cadastro, para entregar a oferta aos interessados.

A fase de teaser deve durar pelo menos 1 mês antes do lançamento imobiliário. Serve para criar um hype sobre o empreendimento, mas não deve entregar muitas informações sobre o produto. Afinal, dessa maneira os concorrentes poderiam buscar formas de combater esse empreendimento.

3.     Pré-lançamento

Durante o pré-lançamento vendas não podem ser realizadas, já que o imóvel ainda não possui Registro de Incorporação (RI). Neste período a construtora pode começar a conversar com as imobiliárias parceiras e treinar os corretores. Aliás, todas as ações de marketing podem ser alinhadas para entregar a melhor experiência possível aos interessados.

Embora o teaser sirva para captar a atenção de pessoas interessadas em imóveis, é durante o pré-lançamento que acontece a maior conquista de possíveis compradores. Essa etapa serve ainda como uma espécie de termômetro, para identificar a aceitação pelo empreendimento que será construído dentro de pouco tempo.

Os preços de largada são mais vantajosos, por isso pessoas que compram imóveis para investir o dinheiro podem aproveitar este momento. Mesmo que a assinatura do contrato de venda não possa ser feita, é interessante entrar em contato com pessoas que possuem este perfil.

4.     Lançamento imobiliário

Finalmente, chegou à etapa que é tema central deste texto. Deve ser realizada somente quando o Registro de Incorporação tiver sido realizado. É um momento para divulgar todas as informações sobre o empreendimento e reforçar as campanhas de marketing.

A fase de lançamento pode contar com dois itens importantes: ponto de vendas e apartamento decorado. O primeiro deles servirá como um local cheio de materiais sobre o empreendimento. Enquanto o segundo representa uma cópia fiel do que será entregue após o fim das obras, contudo, cada vez mais empresas têm apostado em um tour virtual para substituir o apartamento decorado.

As informações preservadas das duas fases anteriores ajudam a tornar o momento especial. Desse modo, quem já estava interessado pelo empreendimento fica com ainda mais vontade de fazer uma aquisição. Por mais importante que a etapa do lançamento imobiliário seja, ela não deve ser feita às pressas, queimando os procedimentos que devem ser realizados primeiro.

5.     Remanescente

A fase de lançamento imobiliário costuma durar entre 30 e 60 dias, sendo que o investimento em marketing deve seguir constante ao longo deste tempo. Entretanto, é normal que com o passar dos dias o interesse vá sendo reduzido, já que todas as informações foram reveladas. Além disso, as boas condições de pagamento não existem mais.

O marketing deve se esforçar para que o número de unidades vendidas se mantenha interessante. Por mais que a procura seja menor, é preciso buscar formas de superar esta barreira. Uma forma de não gastar muitos recursos neste momento é nutrindo os leads que foram conquistados anteriormente. Dessa forma, não é preciso gastar com novas ações.

Uma construtora com anos de mercado sabe que nem todas as pessoas que participaram do lançamento ou se cadastraram em alguma ação possuem interesse real em uma aquisição. Enfim, é preciso que exista uma boa gestão de leads, para evitar novos gastos.

6.     Pós-venda

Pensa que acabou? Não é porque um contrato foi assinado que você pode deixar de lado o relacionamento com o cliente. O pós-venda é uma maneira de avaliar os resultados obtidos durante o ciclo de venda do imóvel. Isso permite a identificação de melhorias e a descoberta de oportunidades futuras.

Quando um cliente está satisfeito com a construtora, mesmo que o imóvel ainda não tenha sido entregue, eles recomendam para amigos e parentes. Essa é a propaganda mais barata que existe, o boca a boca proporcionado por pessoas que fizeram uma compra. Portanto, é algo essencial para a sustentabilidade de uma empresa.

Por que investir em marketing de lançamento imobiliário?

Marketing de lançamento imobiliario Como ser bem sucedido

Entre janeiro e setembro de 2019 foram investidos R$ 12,6 bilhões em publicidade no Brasil, conforme número do Conselho Executivo das Normas-Padrão (Cenp). Somente os investimentos em propagandas na internet somaram um acréscimo de 17,5% em relação a 2018, com total de R$ 2,59 bilhões.

Estes números não consideram as plataformas digitais, como Google e Facebook, que de acordo com um estudo da Digital AdSpend, em 2018 foram investidos R$ 16,12 bilhões em publicidade online. E por que todos estes gastos? Certamente é porque funciona como um investimento que apresenta lucros depois.

Com o marketing de lançamento imobiliário não é diferente, reservar uma parte dos recursos da empresa para a divulgação de novos empreendimentos é uma boa ideia. Basta seguir estas etapas e então a sua construtora conseguirá boa vendas.

Conheça a Fix!

Simplifique a manutencao dos imoveis da sua imobiliaria com a Fix

A plataforma de serviços que conecta seus clientes aos melhores prestadores de serviços para consertos, reparos, instalações e manutenções.