Casas em condomínio precisam estar “nos trinques” para que seja possível garantir uma boa venda, e não estamos falando apenas da estrutura física do local. Pinturas, reparos elétricos e hidráulicos, jardim, piso, portas e janelas tem que estar funcionando 100%, assim fica mais fácil chamar a atenção de possíveis compradores e evitar surpresas desagradáveis na hora de levar alguém para conhecer os imóveis em questão. Estes reparos são realmente necessários? Para responder todas estas perguntas, preparamos um passo a passo simples e bem didático para que você saiba tudo o que precisa ser feito, antes de anunciar seu imóvel e conseguir uma venda vantajosa. Confira.

Passo a passo:

Faxina:

Antes de qualquer coisa, é preciso dar uma geral no lugar. Casas antes de receberem visitas de possíveis interessados precisam estar limpas. E isso inclui tirar dos imóveis tudo aquilo que não será entregue com ele na venda: caixas, estantes, prateleiras, sofás, guarda-roupas, itens pessoais, etc. Lembre-se: a primeira impressão é sempre a que fica, e ninguém gosta de entrar em um lugar sujo e bagunçado, principalmente se estiver interessado na compra ou aluguel do imóvel em questão, porque isso acaba frustrando suas expectativas. 

Paredes:

Uma das principais dicas para quem está pensando em colocar imóveis à venda é verificar as paredes, seja da casa ou do apartamento. Não só a pintura deve estar em dia, mas possíveis infiltrações e rachaduras precisam ser consertadas para que o ambiente esteja em bom estado para a mudança. Outra dica importante neste tópico é a cor das paredes do lugar, se achar que será necessário repintar o imóvel, opte por cores com tons neutros (beges e brancos), estas tonalidades entregam um ar mais límpido ao ambiente, além de oferecem as dimensões ampliadas para quem visita o local.

Tomadas e interruptores:

Avaliar cada tomada e interruptor do imóvel é necessário para ter certeza de que estão funcionando de acordo, sem fios desencapados ou tomadas abertas que podem ocasionar acidentes. Com a ajuda de um eletricista, confira cada um dos pontos luminosos da casa ou apartamento e, se necessário, realizar as manutenções. Ter todas as tomadas e interruptores funcionando no ambiente é imprescindível para vender o imóvel sem que ocorram problemas mais para frente.

Torneiras e encanamentos:

Problemas hidráulicos costumam ser os mais frustrantes para quem está em busca de imóveis, mas nem de longe são os mais difíceis de se resolver. Para isso, avalie se todas as torneiras, registros e descargas da casa estão funcionando corretamente, e se não há nenhum tipo de vazamento hidráulico no local. Neste item de pequenos reparos, cabe ressaltar a importância do conserto das infiltrações de imóveis também, pois eles podem representar um empecilho gigantesco para os negócios de compra e venda.

Piso:

Verifique se o nível de todos os cômodos do imóvel está correto e não há nenhuma elevação ou afundamento que necessite de reparos. Casas e apartamentos que possuem problemas com cupins também precisam de dedetização e, em alguns casos, até a troca do material por outro. Por fim, mas não menos importante, se o piso for de madeira, considere contratar um profissional de marcenaria para lixá-lo. Desta forma é possível remover as camadas de produtos e sujeiras e deixa-lo com uma cara novinha.

Portas e Janelas:

Conferir se as portas e as janelas dos imóveis também precisam de reparos é outro ponto importante. Por isso além de avaliar se estas estão “abrindo e fechando” corretamente, é necessário verificar se as mesmas não possuem nenhum tipo de rachadura ou até mesmo cupins. Este tipo de manutenção é de suma importância, já que evita gastos e problemas futuros com os compradores ou locatários.

Área Externa:

Este tópico é mais voltado para quem está querendo negociar casas no mercado imobiliário. Manter a higiene e a poda, não apenas do jardim, mas do gramado, também é algo que precisa ser levado em conta. Este tipo de manutenção simples garante uma ótima impressão aos imóveis. Já que normalmente é a fachada da casa que chama a atenção de possíveis compradores por primeiro.

Documentação:

Por último, mas não menos importante, é primordial que a documentação dos imóveis esteja em dia. Verifique junto ao cartório e a prefeitura, se não há nenhum tipo de pendência com taxas e impostos como IPTU. Estas inadimplências, quando acontecem, também costumam ser decisivas aos compradores, que acabam perdendo o interesse no loca. Portanto, confira se toda a documentação do local, incluindo possíveis contas de água e energia elétrica, estão certas e sem nenhuma irregularidade.

Facilidade na venda:

Os pontos citados acima podem parecer que são muitos ou que apresentam muito trabalho para serem resolvidos. Mas o importante é que todos precisam ser avaliados e consertados, se necessário, antes de anunciar casas ou apartamentos para vender. Desta forma não só é possível afirmar que sua venda será tranquila e sem imprevistos. Além é claro de garantir a satisfação do comprador, que certamente sairá satisfeito com a transação.

Saiba mais sobre como preparar imóveis para venda ou entenda o que é preciso fazer para negocia-lo de maneira mais rápida, não deixe de seguir nossas redes sociais e conferir nossos conteúdos e novidades exclusivos.